A Mulher na Casa: O que aconteceu com a filha de Anna

O destino de Elizabeth em The Woman in the House Across the House From the Girl in the Window é selado antes do início da série limitada Netflix, mas não é imediatamente claro o que aconteceu com a filha de Anna. Kristen Bell está na frente e no centro da sátira de místicos-thriller enquanto retrata Anna, uma artista que já não consegue pintar após um acontecimento profundamente traumático envolvendo a sua filha e passa o seu tempo a beber vinho e a espiar os seus vizinhos a partir da sua janela. A Mulher na Casa foi criada por Hugh Davidson, Larry Dorf e Rachel Ramras, e estreou-se na Netflix a 28 de Janeiro.

A Mulher na Casa apresenta Anna como alguém que alterna estados contemplativos e confusos, no início enganando os telespectadores a acreditar que teve algo a ver com o facto de ter chegado tarde à escola com a sua filha Elizabeth (Appy Pratt). Contudo, torna-se subitamente claro que algo deve estar errado com Anna, uma vez que as outras mães na escola estão preocupadas com ela. O palpite é confirmado quando na mesma noite, quando Anna se prepara para um encontro, pede à filha para lhe dar um beijo e Elizabeth revela que não pode porque está morta, aparentemente deixando cair a notícia chocante tanto para Anna como para os telespectadores.

Mesmo depois da morte de Elizabeth ser confirmada por Anna, a forma como ela morreu só é explicitada mais tarde, apesar de estar inextricavelmente ligada à razão pela qual ela continua a esquecer-se de coisas inesquecíveis. Só depois do enésimo enésimo episódio de ombrofobia de Anna, ou medo da chuva, a morte de Elizabeth é finalmente explorada a fundo. De acordo com a abordagem exagerada de The Woman in the House para satirizar o género histério-thriller, a morte de Elizabeth revela-se como a consequência trágica de muitas ocorrências inacreditavelmente horríveis, a começar pela sugestão de Anna ao seu marido Douglas (Michael Ealy), um psiquiatra do FBI que trabalha com assassinos em série, para levar a sua filha para o Dia de levar o seu filho ao trabalho. Deixada sozinha e sem supervisão com o massacre canibal Mike (Brendan Jennings), Elizabeth é morta e subsequentemente comida pelo assassino em série condenado, o que cicatriza para toda a vida os seus pais Anna e Douglas.

Elizabeth Whittaker The Woman In The House Across The Street From The Girl In The Window

Embora o assassinato de Elizabeth fosse completamente impossível de esquecer, tal como a própria Anna expressou quando se perguntou como poderia ter esquecido que logo após ter deixado de alucinar a sua filha a brincar com uma casa de bonecas, como a Anna de Kristen Bell lida com a dor é apresentada como a coisa a culpar por The Woman in the House. Para gerir a sua ombrofobia e acalmar-se, Anna usa alguns medicamentos psicotrópicos que lhe são receitados por quem se acredita ser o seu terapeuta. Contra a sua recomendação, porém, Anna toma-os com vinho, resultando em alucinações frequentes que a fazem adivinhar-se a si própria depois de testemunhar Lisa

A Mulher na Casa mantém muitos acontecimentos inexplicados até ao fim, principalmente o assassinato de Lisa, o assassinato central do programa, que se crê não ter acontecido por muitas personagens até ao episódio 6, quando o corpo é encontrado. Ainda assim, o assassinato de Elizabeth nunca está em questão, e quando se torna claro como aconteceu e como Anna acredita ser responsável por isso, muitas das reacções de Anna começam a fazer sentido. A Mulher da Casa acaba por dar a Anna algum encerramento em relação ao assassinato da sua filha e à sua ombrofobia pós-traumática, sendo ao mesmo tempo um emocionante thriller de mistério que, ao mesmo tempo, faz troça do género.

Relacionado